top of page
  • Foto do escritorAlberto Moby Ribeiro da Silva

LAGOS ANDINOS IV: VILLA LA ANGOSTURA

Atualizado: 6 de jul. de 2023

Villa La Angostura é um município a 82 km de Bariloche no sentido noroeste, com a qual compartilha a paisagem e o mesmo ecossistema. Ela se destaca por seus belíssimos jardins e por estar no entroncamento das rotas que levam ao Chile, através do Paso Cardenal Antonio Samoré, a 42 km a oeste, e a San Martín de Los Andes – outra cidadezinha encantadora –, a cerca de 100 km ao norte.

Meu primeiro contato com Villa La Angostura foi no longínquo ano de 1987 (foto ao lado), brevíssima parada numa viagem de ônibus para Santiago, que eu já contei aqui. Foi a primeira vez que vi a neve – e era muita! Apesar da estadia relâmpago, bateu um amor à primeira vista por aquela pequena vila e a vontade de voltar. O que aconteceu novamente – e também rapidamente – em 1995, quando eu, Dilma (foto abaixo), minha companheira da época, e nossos amigos Marina e Óscar fizemos um pit stop no caminho de Bariloche para Osorno.

A terceira vez foi vinte e um anos depois, em 2016. Pela distância entre Bariloche e Villa La Angostura e pelo tamanho reduzido do seu núcleo urbano, ao invés de optar por nos hospedarmos lá, preferimos um bate-volta (do que nos arrependemos, achando que teria valido a pena pelo menos permanecer lá mais um dia). A paisagem ao redor dessa cidade é deslumbrante, há dezenas de restaurantes para todos os gostos e tamanhos de bolso, jardins encantadores e uma grande variedade de objetos de artesões locais.

Foi a primeira vez em que de fato pude percorrer as ruas da cidade, conhecer algumas de suas atrações, admirar seus lindos jardins e confirmar as boas impressões das duas viagens passagens anteriores, tão breves, há tanto tempo e com tão grandes intervalos entre si. O bate-volta trouxe a certeza de que na primeira oportunidade deveríamos voltar para desfrutar de Villa Angostura por mais alguns dias.

Mal chegamos de viagem em 2016, Márcia começou a planejar a volta, se empenhando em me convencer que deveríamos dar mais atenção às cidades nas quais tínhamos permanecido pouco tempo – entre elas, principalmente Pucón (da qual falo em outro post) e Angostura. E assim foi feito. Voltamos em janeiro do ano seguinte, dessa vez permanecendo lá por quatro dias.

Alugamos pelo Airbnb uma casa na Calle Huiliches (abaixo), a cerca de 15 minutos a pé do centro da cidade, trajeto que percorríamos sem nenhuma dificuldade. Ainda assim, caso quiséssemos, havia uma linha de ônibus que nos deixava bem perto da casa.

Se você ama a natureza, se gosta de paisagens de cartão postal, se gosta de flores, de tranquilidade, segurança e boa comida, Villa La Angostura merece uma parada. É uma cidadezinha cheia de charme que está no entroncamento de outros destinos não menos encantadores da região dos Lagos Andinos, como Bariloche, a estrela maior, San Martín de Los Andes (argentinas) e Pucón e Puerto Varas (chilenas).

O centro da cidade, na verdade, é bem pequeno e cortado pela onipresente Ruta Nacional 40. É nela que está a maioria dos restaurantes, bares e lojas. Vale a pena percorrer com calma toda a extensão desse trecho da rodovia que corta a cidade, experimentando os sabores e selecionando os souvenirs. Aliás, como o centro não é muito grande, é possível fazer bons passeios a pé pelas ruas vicinais à RN40.

Biblioteca popular na Plaza Pioneros


Terminal rodoviário


Jardim da Prefeitura


Entrada do Los Amigos del Lado Sur Restaurant, na Calle Los Taiques


Jardim em frente ao Kiosko Quiyen


Seria cansativo continuar postando nossas fotos, já que não é nada fácil fazer uma seleção honesta das belezas de Villa La Angostura. Mas preciso falar das duas pequenas joias que escolhi para fechar este painel da cidade, que são as vizinhas Bahía Brava e a Bahía Mansa. Quem for no verão e se dispuser a tomar um banho nas águas frias do Lago Nahuel Huapi, ou quem simplesmente estiver atrás de fotos para matar os amigos de inveja não pode perder. As duas se encontram na entrada da Península de Quetrihue, onde está o Bosque de Arrayanes, pertencente ao Parque Nacional de Los Arrayanes – que também pode ser visitado a partir de uma excursão de barco que sai de Bariloche.

A Bahía Brava é uma pequena baía em forma de ferradura no lado noroeste, no início da península, voltada para o Chile, e a Bahía Mansa fica no lado oposto, a sudeste, em frente à Bahía San Patricio, ambas no Lago Nahuel Huapi. Só essas duas baías já valem a visita e alguns dias de permanência na Villa La Angostura. Mas, de bônus, há um belíssimo parque público cheio de bares, restaurantes e lojas de artesanato, além de espaço e atrações para crianças, caso você esteja viajando em família. Deixo aqui algumas fotos só pra abrir o apetite.


BAHÍA BRAVA


BAHÍA MANSA


PARQUE PÚBLICO E FEIRA DE ARTESANATO


Há vários sites em que você pode ver mais fotos, vídeos e receber mais dicas sobre essa cidade encantadora. Deixo aqui a sugestão do blog Volto Logo, que tem dicas bem bacanas. Mas, de qualquer modo, se você planeja ir a Bariloche ou percorrer a rota dos Lagos Andinos, não deixe de visitar essa pequena joia chamada Villa La Angostura.

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page